Yoga e acupuntura pelo SUS?

Yoga e acupuntura pelo SUS?

janeiro 18, 2018 Saúde 0

Você sabia que pode ter acesso a algumas terapias pelo Sistema Único de Saúde (SUS)?

Esta é a lista atualizada de alguns desses serviços que, agora, estão à disposição da população nos postos de saúde:

homeopatia, Medicina Tradicional Chinesa/acupuntura, medicina antroposófica, plantas medicinais e fitoterapia e termalismo social/crenoterapia, arteterapia, ayurveda, biodança, dança circular, meditação, musicoterapia, naturopatia, osteopatia, quiropraxia, reflexoterapia, reiki, shantala, terapia comunitária integrativa e yoga.

Segundo o Ministério da Saúde, há 1.708 municípios que oferecem práticas integrativas e complementares. A distribuição dos serviços está concentrada em 78% na atenção básica. Para saber quais os serviços estão disponíveis na sua região, consulte a Secretaria de Saúde da sua cidade.

Quais os benefícios da musicoterapia?

“A musicoterapia é um tipo de tratamento que utiliza músicas muitas vezes na forma instrumental, utilizando instrumentos de percussão, violão. Pode parecer com uma oficina de música onde o objetivo é reconhecer os sons de cada instrumento e ter a possibilidade de expressar suas emoções através destes sons e promovendo a sensação de bem-estar. A terapia musical traz certos benefícios para a saúde como o bom humor, concentração e o raciocínio”, informou o pedagogo e violoncelista, Timóteo Esteves.

Histórico e implementação

A Dra. Maraísa Frota, especialista em Medicina de Família e Comunidade, explica a importância dessas práticas que tiveram origem no oriente: “Há vários milênios, a medicina tradicional chinesa já faz uso das práticas alternativas na cura de várias doenças, sejam elas de origem física ou mental pois eles acreditam que mente e corpo é uma unidade só que vive em perfeita sintonia. De lá vieram as práticas de Yoga, Acupuntura, Aromaterapia, uso de ervas medicinais, a meditação, muito utilizada pelos budistas, entre outras”.

Durante muitos anos a medicina aqui no lado ocidental valorizou apenas a parte da medicalização. “Fizeram isso esquecendo que a mente desordenada, muitas das vezes produz os sintomas físicos, a chamada somatização e que às vezes somente medicação não resolve. Então, essas práticas hoje chamadas de integrativas e complementares adotadas finalmente pelo SUS, têm varias comprovações científicas através de estudos de neuroimagem, da boa atuação na saúde porque ao se trabalhar a mente há reflexos no corpo. Já se comprovou que o cérebro de pessoas sob as práticas de Yoga, meditação, sofre modificação na sua estrutura para melhor e muitas doenças da mente como ansiedade, depressão, estresse, tem sua melhora completa somente com essas práticas aliadas a terapia com psicológo caso sejam de grau leve e em outros graus, auxiliam o tratamento medicamentoso e a terapia psicológica. O uso da Acupuntura no tratamento do tabagismo também já tem comprovação científica que algumas pessoas se beneficiam da prática. E assim funciona com todas as outras práticas. Todos esses benefícios foram comprovados porque finalmente os ocidentais entenderam que mente e corpo é uma unidade só. Afinal, uma mente saudável significa um corpo saudável”.

A Federação Brasileira das Sociedades de Acupuntura e Práticas em Saúde (Febrasa) esclarece que, especificamente, a acupuntura não é uma atividade exclusiva da classe médica.

“É um recurso terapêutico da Medicina Tradicional Chinesa (MTC), que possui uma doutrina terapêutica própria e uma inusitada racionalidade em saúde, não sendo propriedade exclusiva de nenhuma profissão da saúde no Brasil. Para evitar equívocos, a Organização Mundial da Saúde (OMS) criou as ‘Diretrizes para o Treinamento Básico e Segurança em Acupuntura’, nas quais é clara a autonomia dos profissionais de Acupuntura.”

As terapias estão à disposição no SUS para auxiliar pessoas que fazem tratamentos médicos. Você já sabia? Faz alguma atividade no posto de saúde perto da sua casa? Cobre da Secretaria de Saúde da sua cidade!

Redes Sociais

Instagram @Blog_Prestencao

Twitter @Blog_Prestencao

Facebook Blog Prestenção

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *