Qual a diferença entre dieta e reeducação alimentar?

Qual a diferença entre dieta e reeducação alimentar?

fevereiro 2, 2018 Fitness 0

A busca por resultados rápidos faz que as pessoas busquem dietas. Pode ser um casamento, uma festa de formatura, o Carnaval ou outro. Após os respectivos eventos, a tendência é recuperar tudo que foi perdido. Isso é saudável?

A estudante e pesquisadora de Nutrição da Faculdade Unieuro, de Brasília, Leuci Pereira,  informou qual a exata diferença entre dieta e reeducação alimentar:

“Dieta é tudo aquilo que comemos desde a hora que acordamos até a hora que vamos dormir podendo ser saudável ou não. Por exemplo, se você come um hambúrguer, saiba que ele não é saudável, mas é alimentação de sua dieta diária.

Reeducação alimentar compreende mudanças de hábitos incluindo tudo mais saudável na sua dieta diária. É algo que eu digo que quando nos seres humanos fazemos uma reeducação alimentar, estamos reeducando para o resto da vida. Afinal, nós mudamos nossa forma de pensar em relação à comida”.

Dados da obesidade

Nem todas as pessoas conseguem ter uma alimentação saudável. A prova disso são os dados divulgados pelo Ministério da Saúde acerca da obesidade no Brasil. De 2016 ao início de 2018, houve aumento de 41,6% no número de pessoas obesas. Associado à isso, também está o aumento de casos de doenças crônicas como diabetes e hipertensão.

Os alimentos industrializados e a falta de atividade física contribuem para esse cenário. Além da falta de políticas públicas efetivas nessa área, também está a falta de costume das novas gerações.

Métodos cirúrgicos para emagrecimento rápido também têm pouca duração, caso não se faça um acompanhamento e um direcionamento para o paciente. “Muitas pessoas fazem cirurgia para redução de estômago e engordam tudo novamente. Estas não fizeram reeducação alimentar. Eles tiram a gordura mas não mudam o pensamento sobre a comida”, ressaltou Pereira.

A pesquisa do Ministério da Saúde, por meio da Agência Nacional de Saúde Complementar,  apontou que 53,7% das pessoas entrevistadas está com o Índice de Massa Corporal (IMC) igual ou superior a 25 (excesso de peso).  Já os obesos representam 17,7%. Obesos possuem IMC igual ou acima de 30.

A mudança do hábito alimentar e a atividade física são fundamentais para manter a sua qualidade de vida. Mexa-se! Você gostou desta matéria? Compartilhe com seus amigos. Tem sugestões? Pode enviar =)

 

Acompanhe o Blog nas Redes Sociais

Instagram @Blog_Prestencao

Twitter @Blog_Prestencao

Facebook Blog Prestenção 

*A estudante de Nutrição da Faculdade Unieuro, Leuci Pereira, é pesquisadora e, a partir de hoje, vai frequentemente participar das matérias do Blog Prestenção.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *